Início » Planejamento Tributário » Simples Nacional 2024: O que é, declaração anual e muito mais!
Simples Nacional 2024, calculadora indicando o ano de 2024 em visor
Simples Nacional 2024, calculadora indicando o ano de 2024 em visor

Simples Nacional 2024: O que é, declaração anual e muito mais!

21 minutos para ler

Você que é microempreendedor sabe quais são os tributos do Simples Nacional em 2024 e o que é esse regime tributário?

Antes de mais nada, saiba que a escolha de um regime tributário adequado é imprescindível para a evolução de uma empresa. Pois implica diretamente nos impostos a serem pagos, na forma de cálculo dos tributos e até em algumas regras gerais.

Como, por exemplo, no limite de faturamento e no porte da empresa. Sendo assim, essencial para a manutenção de qualquer CNPJ. 

De fato, no Brasil, a legislação tributária é muito complexa e burocrática. Além disso, temos uma das maiores cargas tributárias do mundo.

Da mesma forma, há vários tributos em vigor, cada um com as suas regras de cálculo e suas guias próprias para o pagamento. 

Portanto, para escolher adequadamente, é preciso realizar um planejamento tributário.

A saber, uma análise que vai te ajudar a enxergar qual regime trará uma carga mais leve de tributos envolvidos. Evitando assim, um impacto negativo desnecessário na receita da sua empresa. 

Como resultado, além de pesar no bolso, o enquadramento inadequado pode provocar problemas fiscais com a Receita Federal, em que poderão se aplicar autuações, multas e demais penalidades. 

A fim de evitar que isso aconteça, é necessário que você tenha os principais pontos sobre os regimes tributários bem esclarecidos.

Ou seja, entenda sobre os tipos de impostos pagos pela empresa, as características de cada um dos regimes e outros aspectos.

O que veremos neste artigo?

Neste artigo exclusivo a é-Simples explica tudo sobre o Simples Nacional em 2024. Veja:

Mas, o que é o Simples Nacional?
Como abrir uma empresa no Simples Nacional?
Quais são os impostos pagos pelas empresas optantes pelo Simples Nacional em 2024?
Para que serve e como funciona o Simples Nacional?
Quem pode optar pelo Simples Nacional?
Mas, como pedir o enquadramento no Simples Nacional?
Quais empresas não podem optar pelo Simples Nacional?
Quais os benefícios do Simples Nacional?
Tabelas do Simples Nacional em 2024
Afinal, o que esperar para o Simples Nacional em 2024?
O MEI precisa fazer declaração anual?
Como enviar a declaração anual do MEI?
Como a é-Simples pode te ajudar?

Continue no artigo e tenha uma ótima leitura!

Simples Nacional 2024: O que é, declaração anual e muito mais!

Mas, o que é o Simples Nacional?

A princípio, dentre as opções disponíveis no Sistema Tributário Brasileiro, o Simples Nacional é um regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições, que propõe uma alternativa de tributação diferenciada e favorecida às MPEs.

Com o objetivo de reduzir a carga tributária e simplificar o cálculo e o pagamento dos tributos devidos direcionado para Microempresas (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP) e microempreendedores individuais (MEI).

Por este aspecto, a carga de tributos do Simples Nacional é diferente da aplicada em outros regimes, como o Lucro Presumido ou o Lucro Real.

O que é o Regime Tributário Simples Nacional?

O Sistema Tributário Brasileiro prevê três modalidades de regime de recolhimento: Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional. Cada qual apresenta um escopo de tributos incidentes sobre a atividade da empresa, assim como das alíquotas fixadas.

Tendo em vista a operacionalidade de cada regime, a partir da análise contábil e financeira das atividades da empresa, seu faturamento, porte e potencial de crescimento é possível determinar qual é o melhor regime a se adotar.

No caso do Simples Nacional, comumente se indica a adesão para empresas de pequeno porte (EPP) e microempresas (ME). Isto devido a características como:

  • Faturamento anual de até R$ 4,8 milhões para EPP e ME
  • Faturamento anual de até R$ 81.000 para MEI
  • CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) condizente com o regime tributário

Com vimos anteriormente, a carga de tributos do Simples Nacional, assim como suas alíquotas por atividades, é diferente do adotado em outros regimes de tributação. Desse modo, é fundamental realizar uma análise profunda e detalhada de cada vantagem ou desvantagem.

Simples Nacional 2024, contador explicando o que é Simples Nacional

Qual o regime de apuração simples nacional?

Cada regime apresenta um conjunto específico de tributos, a saber, dependendo da atividade econômica, porte e receita bruta da empresa.

Desse modo, a incidência de alíquotas também é proporcional, se organiza em faixas variáveis no conjunto de tributos do Simples Nacional.

Portanto, no Simples Nacional em 2024 incidem tributos sobre rendimento, com objetivo de financiamento do sistema de Seguridade Social do Brasil, sobre a atividade fim e produtos.

Sendo assim, especificamente:

  • IRPJ: Imposto de Renda da Pessoa Jurídica
  • IPI: Imposto sobre Produto Industrializado
  • CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
  • COFINS: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social
  • PIS/PASEP: Programa de Integração Social
  • ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadoria e sobre Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal
  • ISS: Impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza
  • CPP: Contribuição Patronal Previdenciária

Estes devem ser declarados mensalmente, via recolhimento em guia única. Dependendo de fatores adicionais, a carga de tributos pode aumentar.

Dessa forma, é crucial o acompanhamento e assessoria de escritórios de inteligência contábil para o melhor aproveitamento da empresa no Simples Nacional em 2024.

Empresa do Simples Nacional: afinal o que é?

Em outras palavras, são empresas que possuem faturamento de até R$ 4.800.000 (quatro milhões e oitocentos mil reais) anualmente.

E, como resultado, optam por um regime que caiba no seu bolso, com objetivo de não haver um gasto excessivo ao se tratar de impostos. 

Desse modo, é comum que empresas de pequeno porte assumam o enquadramento e realizem o pagamento de tributos do Simples Nacional de uma maneira entendida como vantajosa sob o aspecto financeiro, fiscal e contábil.

Simples Nacional 2024: O que é, declaração anual e muito mais!

Como abrir uma empresa no Simples Nacional?

É sempre recomendável contar com escritórios de inteligência contábil ao iniciar um negócio ou regularizar sua atividade empreendedora.

Assim, ao solicitar o enquadramento no Simples Nacional em 2024, pode se encontrar a solução mais assertiva e rentável para o funcionamento da empresa.

Para isso, você deve considerar o tipo de empresa, a natureza jurídica e o enquadramento da atividade econômica.

Logo após este processo, você deve encaminhar a documentação aos órgãos de controle e fiscalização da atividade empresarial.

Então, avalie o tipo de empresa adequado:

  • MEI: Microempreendedor Individual
  • ME: Microempresa
  • EPP: Empresa de Pequeno Porte

Aliás, considere a Natureza Jurídica; se individual, unipessoal ou empresarial:

  • Empresário Individual
  • EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada)
  • SLU (Sociedade Limitada Unipessoal)
  • LTDA (Sociedade Limitada)
  • SS (Sociedade Simples)
  • Outras modalidades de Sociedade Empresário

Defina o enquadramento da empresa por atividade econômica e seu CNAE específico, por isso leve em consideração:

  • a atividade econômica principal da empresa
  • as atividades secundárias
  • a carga de tributos variável por atividade econômica

Tendo percorrido este caminho, entre em contato e se dirija a Junta Comercial de sua região, assim como aos órgãos receituários: Municipal, Estadual e Federal.

Simples Nacional 2024: O que é, declaração anual e muito mais!

Nesse momento, você deve apresentar toda a documentação solicitada para abrir ou regularizar a empresa no Simples Nacional em 2024.

Ao iniciar suas atividades tenha em mente, também, a necessidade do acompanhamento realizado por um escritório de contabilidade de modo que todos os tributos do Simples Nacional sejam apurados e devidamente pagos à Receita Federal.

Simples Nacional 2024, empresário com notebook

Quais são os impostos pagos pelas empresas optantes pelo Simples Nacional em 2024?

Para o Simples Nacional em 2024 as regras de contribuição e arrecadação de tributos das empresas optantes pelo regime não sofreram alterações.

Desse modo, ainda se mantém o limite de faturamento anual de R$ 4,8 milhões para ME e EPP e R$ 81.000 para MEI.

No entanto, corre em debate na Câmara dos Deputados, desde 2021, o Projeto de Lei Complementar n°108/2021 que tem por objetivo o aumento do teto de faturamento das MEIs para R$ 130.000 anuais.

  • IRPJ — Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica: semelhante ao Imposto de Renda de Pessoa Física que declaramos anualmente;
  • IPI — Imposto sobre Produtos Industrializados: tributação sobre produtos industrializados; 
  • CSLL — Contribuição Social sobre o Lucro Líquido: tributo federal que tem por objetivo apoiar a seguridade social, como aposentadoria, direitos à saúde, etc.;
  • Cofins — Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social: outro imposto federal, contudo visa recolher fundos para áreas sociais;
  • Programa de Integração Social — PIS: arrecadação voltada para o pagamento de abono salarial e seguro-desemprego;
  • CPP — Contribuição Patronal Previdenciária: vinculado ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), objetiva a manutenção da Previdência Social;
  • ICMS — Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação: imposto estadual incidente sobre a circulação e venda de mercadorias;
  • ISS — Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza: imposto municipal voltado para prestadores de serviço.

Para que serve e como funciona o Simples Nacional?

Como vimos, o Simples Nacional é um dos regimes tributários passíveis de adoção pelas empresas brasileiras, tendo como diferencial a facilitação das regras de operacionalidade contábil e fiscal, de modo a incentivar a criação de novos negócios.

Este regime foi instituído pela Lei Complementar n°123/2006, que estabeleceu as normas e tratamento diferenciado, favorecido às microempresas e empresas de pequeno porte via regime do Simples Nacional.

DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional)

O DAS é uma guia de pagamento que inclui todos os impostos municipais, estaduais e federais que devem ser pagos, principalmente, por microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP).

Com o intuito de regularizar a sua empresa em conjunto com o governo e, sobretudo, para se manter livre de problemas fiscais, fique sempre atento aos prazos e procedimentos estipulados pela Receita Federal.

Desse modo, não ocorrem maiores transtornos e sua empresa fica livre de problemas futuros com o recolhimento da carga de tributos do Simples Nacional em 2024.

Simples Nacional 2024: O que é, declaração anual e muito mais!

Cálculo do imposto Simples Nacional

É provável que nem todo empreendedor possua o conhecimento necessário para fazer os cálculos relacionados aos tributos do Simples Nacional para 2024.

Nesse momento, portanto, o acompanhamento de um contador de qualidade será de grande importância. 

Aliás, o cálculo do Simples Nacional é feito com base na receita bruta anual da empresa, bem como da alíquota e da parcela dedutível, conforme indicadas no Anexo do Simples Nacional.

Este Anexo deve corresponder ao setor de atuação do negócio. Logo que, se tem como base a receita bruta anual da empresa.

Isto é, quanto o negócio faturou nos últimos 12 meses. Visto que podem variar com o faturamento, havendo um aumento proporcional.

Simples Nacional 2024, contador calculando tributos

Qual é o valor do imposto Simples Nacional?

O valor do DAS Simples Nacional para MEs e EPPs não é fixo. Pois o cálculo incide sobre as atividades da empresa. Ou seja, sobre o faturamento da empresa e a perspectiva de recolhimento de tributos no Simples Nacional em 2024.

No momento em que a empresa não tiver qualquer movimentação dentro do mês, não é preciso emitir o DAS, pois não há imposto a ser pago. 

Além disso, para chegar à quantia a ser paga, é preciso identificar em qual anexo e faixa do Simples Nacional a empresa se encaixa

Vale lembrar que isso faz com que cada empresa se enquadre em uma alíquota diferente, de acordo com a sua atividade.

Por outro lado, para quem é MEI, o valor cobrado é o mesmo todos os meses. Diferenciando apenas conforme a atividade exercida. 

Só para exemplificar, para o Simples Nacional em 2024, temos:

  • R$ 51,95 para atividades predominantes de locação de bens próprios (não são cobrados ICMS ou ISS)
  • R$ 52,95 para atividades de produção ou revenda de mercadorias (é cobrado ICMS)
  • R$ 56,95 para atividades de prestação de serviços, mas com exceção de locação de bens próprios (é cobrado ISS)
  • R$ 57,95 para atividades mistas, ou seja, prestação de serviços e vendas de produtos (são cobrados ICMS e ISS)

Quais são os impostos do Simples Nacional?

Os impostos recolhidos no Simples Nacional em 2024 são:

  • IRPJ — Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica
  • IPI — Imposto sobre Produtos Industrializados
  • CSLL — Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
  • Cofins — Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social
  • PIS – Programa de Integração Social
  • CPP — Contribuição Patronal Previdenciária
  • ICMS — Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação
  • ISS — Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza

Pagamento do Simples Nacional

Em primeiro lugar, o pagamento do Simples Nacional é feito por meio do DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional. Em segundo, os empreendedores podem acessar os valores em aberto, pendentes e pagos, acessando o portal do Simples Nacional.

Certamente, você terá tudo isso com acesso ao cálculo de taxas e juros respectivos. Aliás, por lá, você faz o download e a impressão do documento para o pagamento.

Todos os DAS vencem no dia 15 do mês. Contudo, no site você pode conferir os lançamentos futuros. Sendo que o pagamento pode ser feito como qualquer outro boleto, desde o meio digital até os caixas eletrônicos.

Outra dica essencial é ficar atento às datas de pagamentos dos tributos do Simples Nacional. Para isso, conte sempre com o auxílio de contadores e escritórios de contabilidade.

Quem pode optar pelo Simples Nacional?

Nem todas as empresas podem optar pelo enquadramento no Simples Nacional. Por causa de diversos fatores, como o faturamento, as atividades exercidas, dentre outros.

Em resumo, veja quem se enquadra no Simples Nacional: 

  • Microempresa (ME): até 360 mil reais de faturamento nos últimos 12 meses
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): de 360 mil reais a 4,8 milhões de reais de faturamento nos últimos 12 meses
  • Microempreendedores Individuais (MEIs): de faturamento de até 81 mil reais nos últimos 12 meses

Vale ressaltar que os tributos do Simples Nacional em 2024 são incidentes sobre as atividades da empresa, a partir de alíquotas pré-fixadas. Por isso, além da opção por este regime tributário, o empresário também deve ter em mente suas vantagens para a saúde financeira da empresa.

Simples Nacional, empresário pesquisando informações

Mas, como pedir o enquadramento no Simples Nacional?

Como vimos, a participação de um profissional de contabilidade é imprescindível na hora de optar pelo enquadramento tributário Simples Nacional.

No entanto, todo o processo pode ser realizado on-line pelo portal do Simples.

  • No site do Simples, em “Simples Serviços”, clique em “Opção”: Solicitação de Opção pelo Simples Nacional, depois clique no ícone de código de acesso
  • Se acaso for o seu primeiro acesso e a sua empresa ainda não possua código de acesso, clique no link para gerar seu código e dar sequência ao processo
  • Em seguida, para gerar o código, são necessárias as seguintes informações: CNPJ da empresa. CPF do responsável pela empresa perante a Receita Federal. Número do recibo do IRPF do titular responsável. Entretanto, caso o titular não declare Imposto de Renda, será necessário o número do Título de Eleitor
  • Logo após gerar o código, volte para a página 2.1 e faça o login no sistema
  • Nesta tela, clique em “Sim”. Este termo declara que seus documentos estão devidamente regularizados e que sua empresa possui Inscrição Municipal e, se necessário, Inscrição Estadual
  • Depois que fizer a leitura dos termos de adesão, e estando de acordo, clique em “Aceito”
  • Nesta etapa, o sistema da receita federal exige que seja verificado se há alguma pendência fiscal ou cadastral de sua empresa. Então, clique em “Iniciar verificação”
  • Para a conclusão do processo, é necessário salvar as informações declaradas até aqui. Enfim, clique em “Salvar”

Quais empresas não podem optar pelo Simples Nacional?

Conforme as regras, se a sua empresa fatura mais de R$ 4,8 milhões por ano, ela é automaticamente desqualificada do Simples Nacional, escolhendo entre Lucro Presumido e Lucro Real.

Entretanto, mesmo com uma empresa dentro dos critérios que citamos antes, há alguns fatores que podem impedi-la de se enquadrar nesse regime. Por exemplo:

  • Os sócios não podem morar no exterior
  • Não pode ser uma Sociedade Anônima e nem cooperativas (exceto de consumo)
  • CNPJ da empresa não pode ter participação no capital social de outra organização
  • A empresa não pode possuir outra empresa no quadro societário, apenas pessoas físicas
  • Ainda mais, sobre os sócios pessoas físicas: caso possuam outras empresas, o faturamento de todas elas somadas não pode ultrapassar R$ 4,8 milhões
  • O negócio não pode ter irregularidades e débitos em aberto no cadastro fiscal em qualquer âmbito (municipal, estadual ou municipal) ou com a Previdência

Quais os benefícios do Simples Nacional?

Além da redução da carga de tributos, o Simples Nacional apresenta vantagens que se estendem desde a maior facilidade no pagamento dos impostos até a utilização de certificados digitais de acesso simples e fácil, disponibilizados pela Receita Federal.

  • Menor tributação – Empreendedores que participam do Simples Nacional se isentam de até 40% dos impostos cobrados de pessoas jurídicas;
  • Facilidade no pagamento dos impostos – Primeiramente, basta gerar a guia DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) e pagar no banco mais próximo;
  • Redução dos custos trabalhistas – Na folha salarial dos empregados, só para ilustrar, a empresa não precisa contribuir com o INSS patronal;
  • Maior agilidade – Há uma redução considerável da parte burocrática e, certamente, poderá se realizar de forma mais ágil;
  • Cadastro único – Sem dúvida, não há necessidade de realizar cadastro para as instâncias municipais, estaduais e federais. Pois, o CNPJ já é capaz por si só de identificar as empresas participantes; 
  • Facilidade de regularização de débitos – A Receita Federal permite o parcelamento de débitos, para que haja uma regularização simplificada; 
  • Investidores anjos – Por certo, há a possibilidade de existir uma pessoa que aporta recursos em determinada empresa, com fins de financiá-la a médio e longo prazo Sem cobrar juros por isso, na expectativa de obter uma remuneração do capital através de lucros
  • Certificado digital – Certificado de fácil acesso pelo empreendedor, que já está disponível no Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal do Brasil.
Simples Nacional 2024, empresária ao computador

Tabelas do Simples Nacional em 2024

As alíquotas de incidência, suas porcentagens no conjunto de tributos do Simples Nacional variam de acordo com o setor da economia e a atividade fim das empresas. Estas faixas de arrecadação são tabeladas e descritas nos Anexos da Lei Complementar N°123/2006.

Confira abaixo as faixas relativas ao Simples Nacional 2024.

Anexo I – Participantes: empresas de comércio inteiro, lojas em geral

Receita Bruta Total em 12 mesesAlíquotaQuanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,004%
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,007,3%R$ 5.940,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,009,5%R$ 13.860,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,0010,7%R$ 22.500,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,0014,3%R$ 87.300,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,0019%R$ 378.000,00

Anexo II – Participantes: fábricas/indústrias e empresas industriais

Receita Bruta Total em 12 mesesAlíquotaQuanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,004,5%0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,007,8%R$ 5.940,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,0010%R$ 13.860,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,0011,2%R$ 22.500,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,0014,7%R$ 85.500,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,0030%R$ 720.000,00

Anexo III – Participantes: empresas que oferecem serviços de instalação, de reparos e de manutenção

Receita Bruta Total em 12 mesesAlíquotaQuanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,006%0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,0011,2%R$ 9.360,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,0013,5%R$ 17.640,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,0016%R$ 35.640,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,0021%R$ 125.640,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,0033%R$ 648.000,00

Anexo IV – Participantes: empresas que fornecem serviço de limpeza, vigilância, obras, construção de imóveis, serviços advocatícios

Receita Bruta Total em 12 mesesAlíquotaQuanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,004,5%0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,009%R$ 8.100,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,0010,2%R$ 12.420,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,0014%R$ 39.780,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,0022%R$ 183.780,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,0033%R$ 828.000,00

Anexo V – Participantes: empresas que fornecem serviço de auditoria, jornalismo, tecnologia, publicidade, engenharia, entre outros

Receita Bruta Total em 12 mesesAlíquotaQuanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,0015,5%0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,0018%R$ 4.500,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,0019,5%R$ 9.900,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,0020,5%R$ 17.100,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,0023%R$ 62.100,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,0030,50%R$ 540.000,00

Afinal, o que esperar para o Simples Nacional em 2024?

Como vimos no tópico anterior, a carga de tributos do Simples Nacional em 2024 manteve-se a mesma, assim como alguns aspectos da sua operacionalidade.

Para as empresas recém-constituídas, indicam-se os seguintes aspectos:

  • Prazo de 180 dias se estende por todo o ano de 2024;
  • Não ultrapassar 60 dias da data da abertura do CNPJ para as empresas inscritas a partir de 1 de janeiro de 2024;
  • Só que a opção não deve passar de 30 dias contados do último deferimento de inscrição municipal ou estadual, caso exigíveis.

No entanto, vale ressaltar que estes aspectos são direcionados para empresas em início de atividade, e não por empresas já constituídas.

O MEI precisa fazer declaração anual?

Sim, ela é obrigatória para todos que possuírem MEI ativo, observando limite de R$ 81.000. Isto é, sendo proporcional aos meses em que estiver funcionando. Ao passo que ocorre também o valor de uma multa ao ultrapassar o prazo.

Simples Nacional 2024, contador realizando declaração anual de MEI

Como enviar a declaração anual do MEI?

Para realizar a declaração anual do MEI e ficar em dia com os tributos do Simples Nacional, siga os seguintes passos:

  • Em primeiro lugar, acesse o Portal do Simples Nacional;
  • Em segundo lugar, clique em DASN SIMEI (canto direito da tela);
  • Em terceiro lugar, informe o CNPJ;
  • Em seguida, selecione o “ano calendário” 2023 e clique em continuar;
  • Logo depois, preencha o faturamento por tipo de atividade — se for em apenas uma atividade, é necessário colocar R$ 0,00 no restante;
  • Informe, assim, se teve funcionário em 2023;
  • Clique, por fim, em “transmitir”;
  • Assim que estiver tudo certo, aparecerá uma mensagem confirmando o envio. Em seguida será gerado um recibo de entrega da DASN-SIMEI.

Como a é-Simples pode te ajudar?

A fim de te ajudar, a é-Simples faz auditorias e cruzamentos de informações, onde você vai poder gerar honorários em um curto prazo, através do levantamento de créditos para empresas optantes pelo Simples Nacional.

Oferecemos um conjunto de recursos e sistemas de automatização de processos, com capacidade de agilizar e simplificar o cotidiano das empresas por meio da inteligência da é-Simples.

Por exemplo, contemplando o sistema audita as vendas da empresa, com a finalidade de apurar os créditos e fornecer o relatório para retificação do Simples Nacional. E, logo após, o Pedido Eletrônico de Restituição.

Além deste sistema, a é-Simples desenvolveu o módulo exclusivo e único de Recuperação Tributária de PIS-COFINS. De modo ágil e preciso, este módulo gera informações detalhadas, contribuindo com a saúde financeira das empresas inscritas no Simples Nacional.

Conte com a é-Simples para simplificar a burocracia da sua empresa!

Simples Nacional 2024, computador com dashboard de dados e gráficos

Conclusão

Afinal, podemos notar as diversas camadas que os tributos do Simples Nacional possuem. Sendo, ao mesmo tempo, uma ótima ferramenta a ser utilizada pelos empreendedores e uma estratégia fiscal, contábil e financeira.

Acima de tudo, vimos que fazer uma análise detalhada do processo ao lado do seu contador é de extrema importância.

Para que a saúde financeira da sua empresa não seja prejudicada, como também para que a evolução seja acompanhada de uma regularidade governamental de qualidade. 

Você também pode optar por cuidar de sistemas como a é-Simples para organizar suas taxas e impostos!

Escolha a é-Simples como sua aliada no momento de apuração e análise dos tributos do Simples Nacional!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Abrir bate-papo
Posso ajudar? 😃