Contábil

Honorários contábeis: saiba como precificar os serviços prestados

Escrito por Leonel Monteiro

Um momento difícil para grande parte dos profissionais liberais e escritórios de contabilidade é definir os honorários contábeis correspondentes aos seus serviços prestados. Isso se deve ao fato de muitos não conseguirem chegar a um preço justo, lucrativo e competitivo.

A boa notícia é que existem alguns pontos que podem ser observados para tornar essa tarefa mais simples e contribuir para que tenha um valor dentro dos padrões e em conformidade com a valorização da categoria. Quer saber quais são? Então, continue a leitura.

Veja o valor cobrado pela concorrência

É importante que você saiba quais são os valores cobrados pelos demais profissionais de contabilidade. Isso não definirá totalmente o valor dos seus serviços, tendo em vista que oferecer o menor preço não é garantia de sucesso nos negócios. No entanto, é uma forma de manter sua expectativa alinhada à realidade do mercado.

Por isso, fazer uma pesquisa de mercado deve estar dentro dos seus planos, pois, assim, terá uma melhor perspectiva de quanto poderá cobrar sem se tornar menos competitivo. Além disso, veja como esses serviços são cobrados por cada serviço ou pacote. O concorrente pode não ofertar todos os serviços que você realiza ou não ter a mesma qualidade.

Inclua todos os seus custos

Analisar, minuciosamente, quais são os custos e as receitas por cliente é primordial no processo de estabelecimento do valor dos serviços prestados. Também, tente definir critérios técnicos e objetivos. Por exemplo, você pode usar uma planilha de honorários contábeis.

Identifique o tempo gasto

Identificar o seu tempo gasto com cada cliente é um cuidado necessário. O número de horas investidas dependerá da complexidade da demanda. Alguns serviços tomarão mais tempo — já que será preciso fazer pesquisas, análises, especializações —, enquanto outros menos. Isso precisa ser considerado.

Avalie o custo da equipe

Além do seu tempo, é preciso calcular o custo por hora de cada membro da equipe para cuidar de certo caso. Todos os encargos originários dessa relação devem entrar na conta, além da remuneração devida a eles. Por exemplo, se o custo de um profissional é de R$ 40 por hora, e ele dedica 7 horas por mês ao cliente, isso quer dizer que tal cliente custa R$ 280.

Encontre um ponto de equilíbrio

Encontrar um ponto de equilíbrio é extremamente útil para que você saiba os limites de uma negociação e não comprometer o funcionamento e a expansão saudável de suas atividades. Além disso, a meta de lucratividade também está ligada ao quanto você cobrará acima do valor estipulado como ponto de equilíbrio.

Por exemplo, suponha que você tem R$ 3.500 por mês em gastos e despesas totais (aluguel de sala, materiais de trabalho, luz, telefone, internet, entre outros). Se você atende em torno de 10 clientes por mês, quando precisará cobrar de cada um? A quantia mínima dos serviços oferecidos deverá ser de R$ 350,00, viabilizando que você cumpra com suas obrigações financeiras.

Agora que você sabe como definir seus honorários contábeis, não espere mais para colocar as dicas em prática e receber o valor que realmente merece pelos serviços prestados e garantir a saúde financeira e tranquilidade para tocar o seu negócio em um mercado cada vez mais disputado.

Este conteúdo foi útil para ajudá-lo a precificar seus serviços? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber todas as novidades em primeira mão!

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

Deixar comentário.