Gestão

Análise competitiva: aprenda a ser melhor do que os concorrentes!

Escrito por Leonel Monteiro

Independentemente do porte da empresa, conhecer os concorrentes e saber onde é preciso atuar para ser mais forte que eles são requisitos imprescindíveis para quem deseja alcançar prosperidade e sucesso.

Estudar e analisar a concorrência são grandes passos para gerar diferencial competitivo, uma vez que são as informações daqueles que disputam o mercado com você que fornecem o conhecimento necessário para superá-los. 

Dessa forma, não é difícil entender por que a análise competitiva é uma prática tão importante para a tomada de decisões dentro de uma empresa. Tanto a identificação de concorrentes internos quanto a de externos são passos importantes para o completo entendimento de suas forças e fraquezas. Assim, é possível traçar planos de ação que atuem onde é realmente necessário.

Por isso listamos algumas estratégias para uma análise competitiva eficiente, a fim de auxiliar os gestores a implementar tal prática em sua empresa. Você se encaixa nesse nicho? Então confira!

Como fazer uma análise competitiva

Benchmarking

O termo benchmarking consiste em reconhecer que sua empresa não é a melhor em tudo e que existem práticas no mercado que superam aquelas que você tem vigente. Dessa forma, estudar os concorrentes, comparar as medidas de desempenho e reconhecer os pontos que podem ser alterados são ações que podem trazer diversos benefícios para quem as realiza, inclusive financeiros.

A prática do benchmarking também pode introduzir novos conceitos e conhecimento, além de trazer uma visão mais real da posição que a sua própria empresa ocupa no mercado.

Matriz SWOT (ou FOFA) 

A matriz SWOT se refere a um termo que vem do inglês e é definido pelas iniciais de forças (strengths), fraquezas (weaknesses), oportunidades (opportunities) e ameaças (threats). Na tradução para o português, essa mesma técnica recebe o nome de matriz FOFA.

Independentemente do idioma, a matriz que estuda forças, fraquezas, oportunidades e ameaças serve para auxiliar na análise estratégica de uma empresa ou de seus concorrentes. Essa ferramenta exige que sejam mapeados cada um dos pontos que a nomeiam, de modo que o contexto no qual a empresa está inserida — bem como o de suas concorrentes — fique bem claro. 

Feito isso, é essencial que esses dados se mantenham sempre atualizados para servirem como base de informação para planos de ação que otimizem a performance do negócio.   

Forças de Porter

As forças de Porter consistem em cinco forças que também representam estratégias para analisar empresas. Essas forças são:

  1. rivalidade entre os concorrentes;

  2. poder de negociação dos clientes;

  3. poder de negociação dos fornecedores;

  4. ameaça de entrada de novos concorrentes;

  5. ameaça de produtos substitutos.

A partir da identificação e do estudo de cada uma elas, é possível se familiarizar com o ambiente externo e interno da empresa, o que permite uma atuação mais eficiente e eficaz.

Como você pôde observar, uma análise competitiva bem-feita traz diversos benefícios para o seu empreendimento e pode ser um divisor de águas no desempenho. Alguns desses benefícios são: constante reinvenção, posicionamento eficaz no mercado, aprimoramento de processos, entre outros.

Se você deseja continuar aumentando seu conhecimento e proporcionando melhorias para seu negócio, assine nossa newsletter e tenha acesso a informações que farão a diferença no seu orçamento!

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

Deixar comentário.