Gestão

Gestão de riscos: saiba o que é e como fazê-la na contabilidade

Escrito por Leonel Monteiro

Muitos são os fatores que afetam o bom funcionamento de uma empresa. Manter as contas em dia, o ambiente interno saudável, um relacionamento com os clientes e um negócio próspero nem sempre é uma tarefa fácil. 

Dentre os fatores que levam ao equilíbrio e sucesso, a gestão de riscos na contabilidade é uma prática muitas vezes pouco conhecida e que merece atenção. Isso porque ela consiste em mensurar e administrar os riscos aos quais uma empresa está submetida ou, até mesmo, as consequências que um novo projeto pode trazer.

Pensando na importância desse conceito, elaboramos alguns tópicos que vão auxiliar a esclarecer e compreender como ele pode ajudar a manter um empreendimento saudável. Vamos lá!

O que é gestão de riscos

A gestão de risco consiste em um conjunto de ações estratégicas que servem para identificar, administrar e prevenir os riscos relacionados a uma determinada atividade. Sendo assim, em uma empresa a prática dessa gestão previne perdas e otimiza sua performance fazendo desse um processo que precisa ser contínuo para que se mostre, de fato, eficaz.

Para que ela seja feita é necessário manter os indicadores de performance atualizados e conduzi-la de forma sistematizada. Só assim a mentalidade de prevenção de riscos pode ser introduzida e consolidada dentro do ambiente empresarial. 

Qual a importância de fazer uma boa gestão de riscos

Uma boa gestão de risco, como foi dito, faz com que as perdas — tanto humanas quanto materiais — sejam reduzidas e, assim, a performance alcance bons resultados e os lucros sejam maximizados. Especialmente no desenvolvimento de um novo projeto, a mensuração e prevenção de riscos aumenta as chances de sucesso dessa atividade. Isso porque a gestão de risco trata de identificar possíveis fatores que colocam o projeto em risco e, a partir disso, permite que seja realizado um plano de ação para combater essas ameaças. 

Além disso, a análise também permite que sejam aproveitadas oportunidades que antes talvez não fossem nem identificadas, fazendo com que a empresa aumente suas chances de sucesso.

Como fazer uma gestão de riscos eficiente na contabilidade

Para que a gestão seja feita de forma eficiente, é essencial que sejam traçadas as probabilidades que o risco aconteça, bem como os impactos que cada risco pode gerar sobre determinado projeto. Essa matriz irá, então, fornecer a exposição ao risco de cada projeto e permitirá o estabelecimento de prioridades.

A partir disso, o gestor deve traçar planos de ação para atenuar e conter os riscos, impedindo que eles afetem o bom desenvolvimento do projeto.

Quais os benefícios de uma boa gestão de riscos para a empresa

Dentre os diversos benefícios que a gestão de risco pode trazer, estão:

  • prevenção de perdas;

  • otimização do uso do capital;

  • maior chance de sucesso em novos projetos;

  • mais eficiência e eficácia nas atividades realizadas;

  • maiores ganhos financeiros.

Os principais erros ligados à gestão de risco são negligenciar a importância de sua realização e o impacto que ela tem no orçamento de uma empresa. Além disso, muitos empreendedores também encontram dificuldade em identificar os principais riscos que podem afetar seu negócio. Para isso, contar com a ajuda de empresas especializadas no assunto pode ser um verdadeiro divisor de águas na vida do empreendimento. 

Acompanhe nossa página no Facebook para conhecer mais dicas e comece, hoje mesmo, as mudanças que vão trazer melhores desempenhos.

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

Deixar comentário.