Planejamento Tributário

Planejamento tributário: qual a minha empresa deve adotar?

Escrito por Leonel Monteiro

Para que uma empresa se torne eficiente e lucrativa, é necessário, dentre outras estratégias, reduzir seus custos. O planejamento tributário é um dos caminhos para isso, pois consegue diminuir o número de impostos a serem pagos e outros valores que possam incidir sobre o seu negócio.

Com isso, é possível reduzir os custos de manutenção da empresa e, assim, praticar preços melhores para seus produtos ou serviços. Assim, o seu negócio se torna ainda mais competitivo no mercado e mais atrativo para os seus clientes atuais e em potencial. Um trabalho essencial para os empresários que querem crescer.

Para você entender melhor a importância desse processo, explicaremos a seguir os três tipos de planejamento tributário. Confira!

Quais os modelos de planejamento tributário?

Esse tipo de planejamento é bastante importante para qualquer empresa. Com ele, é possível orientar o trabalho da sua equipe — o que contribui para reduzir desperdícios e melhorar a produtividade — e tornar o negócio mais eficiente. Porém, como o planejamento tributário pode ser amplo, ele é dividido em três modelos diferentes. São eles:

Operacional

Nesse tipo de planejamento são levados em consideração todos os procedimentos previstos por lei e busca fazer com que a empresa cumpra com todas as suas obrigações fiscais, como a correta escrituração e o pagamento dos tributos dentro dos prazos determinados. Dessa forma, a redução dos impostos acontece com o pagamento antecipado.

Estratégico

Esse modelo tem como principal objetivo pensar o negócio à longo prazo. O que permite definir melhor a visão, missão e os valores da companhia. Por essa característica, é necessário fazer revisões constantes para não se tornar obsoleto. Dessa forma, o regime tributário é definido conforme a estrutura da empresa e seu desenvolvimento.

Tático

Ao contrário do que acontece nos outros modelos de planejamentos, o tático é focado em resultados à médio prazo. Ele até pode seguir as diretrizes do planejamento estratégico (que é voltado para a empresa como um todo), porém, busca observar cada departamento e setor do negócio — definindo, assim, os objetivos de cada um deles.  

Nos próximos parágrafos, falaremos sobre como escolher o melhor tipo de planejamento tributário e qual modelo deve ser adotado pela sua empresa. Quer saber mais? Não deixe de acompanhar!

Como o planejamento tributário é definido?

A definição sobre qual modelo adotar deve ser feita de acordo com os seus objetivos de mercado. O planejamento operacional é ideal para as empresas que estão começando ou que precisam definir os caminhos para iniciar um trabalho ou projeto, já que ele orienta o desenvolvimento de processos iniciais e a tributação necessária para isso.

O planejamento tático, por sua vez, assume um papel intermediário e deve ser elaborado pelas companhias que já estão inseridas no mercado e começam a pensar o seu trabalho por um período maior. O que inclui o desenvolvimento produtivo de cada setor. Assim, definirá ações para até três anos e o modelo de tributação a ser seguido nesse prazo.

Por fim, o planejamento estratégico é a opção para as empresas que estão crescendo no mercado e já pensam em um cenário de longo prazo, que gira em torno de cinco a dez anos. Portanto, exige uma análise de cenário mais amplo, previsão de desenvolvimento e um modelo tributário que pode suportar todos os objetivos traçados.

Qual planejamento tributário a sua empresa deve adotar?

Como vimos, o planejamento tributário exige uma análise sólida dos processos da empresa e da sua atuação de mercado, sobretudo a comercialização de produto ou serviço. Para que não corra o risco de pagar tributos a mais, é necessário identificar em qual regime o negócio se enquadra e prever como o crescimento da empresa pode impactar esse cenário.

Por isso é interessante contar com uma empresa especializada em tributação para que possa compreender melhor a situação do seu negócio e saber o que fazer para não ter gastos extras e que poderiam ser evitados.

Gostou deste artigo sobre os diferentes modelos de planejamento tributário? Entre em contato com a e-Simples Auditoria Eletrônica e saiba como podemos ajuda-lo ainda mais!

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

Deixar comentário.