Gestão

KPIs para contabilidade: 5 indicadores que devem ser acompanhados

Escrito por Leonel Monteiro

Gerir um negócio próprio sozinha ou em sociedade nem sempre é uma tarefa fácil. Dentre os vários desafios que a tarefa exige, manter as contas em dia e os resultados sempre positivos é algo que tira o sono de quem é responsável pela gestão do empreendimento.

No entanto, existem formas de acompanhar o desempenho de forma gradativa, que proporcionam mais tranquilidade, tornam a tarefa menos complicada e aumentam as chances de eficácia.

Os indicadores de desempenho ou KPIs (do inglês Key Performance Indicators) foram criados justamente com o objetivo de mensurar com exatidão a performance da empresa e, assim, evidenciar em que áreas existem possibilidades de melhoria.

Dessa forma, pensando na otimização dos resultados de sua empresa, listamos alguns KPIs para contabilidade que valem a pena ficar de olho! Confira!   

1. Payback

Como o próprio nome sugere, o índice de desempenho payback é responsável por avaliar quando um determinado investimento “se paga” ou seja, quando seu retorno se iguala ao investimento feito para que ele acontecesse.

Sabendo disso, esse é um índice muito importante a ser calculado, uma vez que está diretamente ligado ao controle de prejuízos. Caso o payback seja negativo, é preciso tomar medidas que revertam a situação e façam com que a empresa passe a lucrar. Seu cálculo é feito a partir da seguinte equação: payback = retorno inicial / resultado médio do fluxo de caixa.

2. Retorno sobre o investimento (ROI)

O retorno sobre o investimento é um índice que também monitora o sucesso de um investimento. Seu cálculo baseia-se no retorno obtido e no investimento feito para avaliar a utilidade e os resultados de um determinado projeto.

Assim, ROI = (retorno – investimento) / investimento X 100.

3. Índice de liquidez

Para acompanhar a capacidade do ativo em ser convertido em dinheiro, o índice mais apropriado é o de liquidez. Os índices de liquidez se dividem entre liquidez seca, geral, corrente e imediata, sendo:

LS = (AC – estoques) / PC;

LG = (AC + ARLP) / (PC + PNC);

LC = AC / PC;

LI = caixa disponível / PC;

onde,

LS = liquidez seca;

AC = ativo circulante;

PC = passivo circulante;

LG = liquidez geral;

ARLP = ativo realizável a longo prazo;

PNC = passivo não circulante;

LC = liquidez circulante;

LI = liquidez imediata.

Dadas as suas particularidades, cada um desses KPIs para contabilidade expressam a capacidade de pagamento de uma empresa e, por isso, devem ser acompanhados de perto quando o objetivo é manter um desempenho excepcional.

4. Margem de contribuição

A margem de contribuição, por sua vez, é o índice que calcula o montante que sobra na receita da venda de um produto depois de descontados os gastos variáveis. Assim: MC = receita – (custos variáveis + despesas variáveis).

Esse indicador mostra quando a operação está tendo lucro e quando ela está tendo prejuízo com suas vendas. Manter a receita de venda maior que os gastos variáveis é uma premissa fundamental para que o resultado ao final do mês seja positivo.

5. Net Promoter Score (NPS)

O Net Promoter Score é um indicador relacionado à satisfação dos clientes. Ele foi criado por Frederic Reichheld e é baseado no percentual de clientes promotores que acreditam que sua vida melhorou após o consumo de determinado produto e o de clientes detratores, que acreditam no oposto disso.

A equação, então, é: NPS = % clientes promotores – % clientes detratores.

Pronto! Você agora se sente mais familiarizada com os KPIs para contabilidade? O acompanhamento desses indicadores é um forte aliado da consolidação de bons resultados. As empresas que realizam essa tarefa ganham uma considerável vantagem competitiva e certamente terão mais chances de alcançar o sucesso.

Siga a nossa página no Facebook e fique por dentro de mais informações a respeito do tema!

 

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

Deixar comentário.