Gestão

4 dicas incríveis para otimizar a sua gestão fiscal

Gestão Fiscal
Escrito por Leonel Monteiro

Gerenciar uma empresa não é uma tarefa fácil. É preciso tempo para pensar em cada uma das obrigações e atenção com as tarefas realizadas, principalmente aquelas relacionadas à gestão fiscal.

Além de ser extremamente burocrática, essa parte do serviço está diretamente relacionada à possibilidade de otimizar os lucros e ter segurança no momento de realizar investimentos.

Pensando nisso e com o objetivo de te ajudar, listamos 5 dicas que podem contribuir para uma boa gestão fiscal e facilitar a sua vida. Confira!

1. Realize a gestão e faça planejamentos tributários

No Brasil, a carga tributária é muito alta, o que prejudica os lucros e atrapalha as ações voltadas para a ampliação dos negócios.

Por isso, é preciso conhecer a fundo a atividade prestada e estudar estratégias voltadas para uma gestão eficiente e econômica. Para isso, uma boa estratégia é realizar planejamento tributário.

Por meio dele, será feito um estudo da sua empresa para que sejam identificadas formas lícitas de redução do número de impostos a serem pagos ou do valor desses impostos.

Esse planejamento deve ser feito por profissionais da área contábil e é importante que eles conheçam a realidade do negócio e saibam todas as despesas, o fluxo de caixa, a receita anual etc.

2. Aproveite os benefícios fiscais

Outra estratégia interessante é usufruir dos benefícios fiscais — incentivos conferidos pelo poder público às empresas quando elas investem em ações voltadas para a propagação da cultura, da educação ou da tecnologia, por exemplo.

O interessante é que, ao desenvolver esses projetos, você consegue diminuir os gastos com impostos e criar uma boa imagem para a sua empresa.

3. Beneficie-se de créditos fiscais

O crédito fiscal é uma compensação de tributos que acontece quando a empresa para o ICMS, o IPI ou as contribuições de PIS e COFINS.

Ao utilizar esse benefício, você tem a possibilidade de colocar as suas contas em dia. Afinal, a conta é feita sobre o faturamento e a saída de mercadorias.

O benefício é aplicado para empresas de pequeno ou médio porte, mas não se estende àquelas inscritas no Simples Nacional. Por isso, é importante conversar com um contador para saber se é possível utilizar desses créditos dentro do seu negócio.

4. Automatize os processos

Contrate um software de gestão de documentos contábeis e use a tecnologia como sua aliada. Esses programas, além de tornarem a rotina mais simples, permitem cálculos mais exatos e reduzem o retrabalho e o risco de erros.

Além disso, por meio deles é possível organizar as atividades, programar lembretes relacionados ao pagamento de despesas, gerar relatórios e muito mais.

Isso possibilita um controle mais eficiente e garante também a sua segurança, já que o backup é feito automaticamente e tudo fica registrado na nuvem. Isso evita a perda de documentos e facilita a localização deles.

Com toda certeza, ao organizar a parte da gestão fiscal, a sua vida ficará bem mais fácil e você terá menos preocupações desnecessárias, mais tempo para investir na captação de clientes e, o principal, mais lucratividade!

Você conhece outras formas de melhorar a gestão fiscal? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua experiência conosco e com os nossos leitores!

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

1 comentário

  • Estou terminando o curso de ciências contábeis. , e estou aprendendo bastante com suas explicações. E de estrema importância escutar e acompanhar quem entende do assunto.

Deixar comentário.