Fiscal

Tributação monofásica, o que é e como funciona?

tributação monofásica
Escrito por Leonel Monteiro

Sempre que há dificuldades de fiscalização em operações realizadas pelas empresas, o Fisco determina que a tributação para tais operações seja diferenciada, como é o caso da tributação monofásica.

Assim, para a tributação do PIS e da COFINS de certos produtos, foi estabelecido o regime de tributação monofásica, no qual passaram a ser tributados com alíquotas maiores na produção e importação.

Como esse regime concentra a tributação nos fabricantes e importadores, consequentemente, reduz o fluxo de informações e permite ao Fisco aperfeiçoar os processos de fiscalização.

Neste artigo, você entenderá o que é e como funciona tal regime de maneira clara e objetiva. Acompanhe!

O que é o regime de tributação monofásica?

O regime de tributação monofásica (ou regime monofásico) é um tratamento tributário parecido com o regime de substituição tributária, já que atribui a um determinado contribuinte a responsabilidade pelo recolhimento do imposto devido de um produto ou serviço nas operações subsequentes.

Esse tipo de tributação é própria e específica do PIS e da COFINS incidentes sobre o faturamento bruto da venda de determinados produtos listados na legislação.

Como funciona a tributação monofásica?

O Fisco concentra a tributação do PIS e da COFINS nas etapas iniciais de circulação de mercadorias — produção ou importação —, aplicando alíquotas superiores àquelas previstas normalmente para o faturamento bruto decorrente dos demais produtos.

Com alíquotas superiores na produção e na importação de determinados produtos, as etapas posteriores de comercialização no atacado e no varejo podem ser legalmente desoneradas pela isenção, não incidência ou alíquota zero.

Ou seja, o fabricante ou o importador recolhe todo o imposto que seria cobrado dos atacadistas, varejistas ou revendedores.

Quais os produtos sujeitos à tributação monofásica?

A tributação monofásica recai sobre diversos produtos devidamente listados na legislação, como:

  • gasolina, óleo diesel, gás liquefeito de petróleo (GLP), querosene de aviação, biodiesel e nafta;
  • álcool hidratado para fins carburantes;
  • produtos farmacêuticos, artigos de perfumaria, de toucador e higiene pessoal;
  • águas, cervejas, refrigerantes e preparações compostas;
  • veículos, pneus e autopeças.

Como funciona a tributação monofásica no Simples Nacional?

Os contribuintes, atacadistas e varejistas optantes pelo Simples Nacional e que revendem produtos sujeitos à tributação monofásica, têm direito a reduzir no cálculo do Simples Nacional o valor dessas receitas.

Deverá então, destacar separadamente tais receitas para que não seja calculado o valor referente ao PIS e à COFINS, conforme a Lei Complementar nº 128/2008.

Como funciona a apropriação de créditos no regime monofásico?

No regime monofásico, fabricantes e importadores que apuram as contribuições no regime de não cumulatividade podem apropriar créditos utilizando as mesmas alíquotas aplicadas aos demais contribuintes (1,65% para o PIS e 7,60% para a COFINS) sobre:

  • os bens para revenda e os insumos;
  • as despesas vinculadas à atividade (aluguéis, energia elétrica, frete, arrendamento mercantil etc.);
  • os encargos de depreciação e amortização;
  • a devolução de bens.

O fabricante que adquirir de outro fabricante ou importador produtos sujeitos ao regime monofásico para revenda no mercado interno ou para exportação, também podem se apropriar dos créditos do PIS e da COFINS na mesma alíquota.

Já os atacadistas e varejistas, ainda que apurem as contribuições no regime de não cumulatividade não podem apropriar crédito de produtos adquiridos para revenda.

E então, você entendeu como funciona a complexa tributação monofásica? Então deixe seu comentário abaixo e compartilhe a sua opinião sobre esse tema!

 

Sobre o autor

Leonel Monteiro

Sócio Fundador e CEO da é-Simples Auditoria Eletrônica, Contador, Consultor Tributário, Empreendedor, trabalhando na área fiscal desde 2007 e agora programando sistema para promover benefícios fiscais a seus clientes.

Deixar comentário.

Share This
Cadastre-se e recebe as atualizações da Legislação Federal e Trabalhista!

Cadastre-se e recebe as atualizações da Legislação Federal e Trabalhista!

Vamos te enviar GRATUITAMENTE atualizações da legislação federal e trabalhista, também sempre que em nosso blog tiver novos artigos, vamos te enviar em primeira mão, NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR!

Bem vindo ao time de empresas que investem em Inteligência Fiscal!